Relógios Hi-Beat Seiko: exatidão e precisão

Se preferir, ouça o conteúdo desse post na íntegra.

Quando o assunto é relógio muitas pessoas têm em mente os modelos suíços, tidos como mais caros e mais sofisticados. São inúmeras marcas de relógio e algumas grifes de alta costura têm lançado joias colecionáveis, com foco em público bem seleto.

Fato é que não seja comum o real interesse pelo funcionamento do relógio. As complexidades não são atraentes, tão pouco são notadas. Por isso, a Impala Relojoaria tem divulgado matérias específicas sobre o universo dos relógios com intuito de informar e entreter ao público que deseja saber mais sobre relógios. E hoje vamos abordar sobre o movimento conhecido como “Hi-Beat”.

Toda esta explicação faz sentido se você pensar que o coração de um relógio mecânico é o seu movimento. A maioria dos relógios mecânicos funciona de cinco a oito vibrações por segundo. E os modelos mais avançados podem alcançar 36.000 vibrações por segundo. É isso mesmo! 

A empresa suíça Girard Perregaux foi a primeira a criar um movimento de 36.000bph (sigla americana para “brake horsepower”, em referência à “potência efetiva”). Em 1967, Seiko desenvolveu o seu primeiro calibre Hi-Beat: o 5740C, que era enrolado à mão. Mas, a história da marca japonesa denota que este calibre desenvolvido não foi construído em um Grand Seiko e, sim, o Seiko Lord Marvel – registrado como o primeiro relógio da marca de 36.000bph (ou também referido como 10bps).

O Grand Seiko foi um ícone no universo dos relógios, pois oferecia precisão de -3 a +5 segundos por dia, legibilidade e solidez.  O modelo Grand foi lançado em momento em que as fabricantes de relógios trabalhavam com modelos de 18.000bph. Então, com um momento tão alto com o sucesso do Grand Seiko original, a equipe de Seikosha decidiu elevar as referências do segmento. Com uma melhor tensão da mola principal, desenvolvimento dos componentes e lubrificantes, a Seiko promoveu uma verdadeira corrida das demais marcas para buscar melhorias em seus relógios – a começar pela maior frequência de batimentos e, assim, maior precisão. 

Entenda que em relação ao Hi-Beat a Seiko não foi pioneira, mas desenvolveu uma tecnologia incomparável. Os modelos Grand Seiko e Seiko Lord Marvel promoveram até disputas internas entre os times de relojoeiros da Seiko. Equipes distintas da marca criaram dois modelos – o GS e o KS, ambos Hi-Beat. E, claro, a exatidão e a precisão são mantidas em todos os modelos. 

Inovando sempre

Em 2017, em mais um momento histórico e de inovação, a Seiko aproveitou o maior evento do segmento (o Baseworld) para apresentar o primeiro relógio Grand Seiko mecânico para mergulho. O Grand Seiko Hi-Beat 36000 Professional 600m Diver’s para uso em condições extremas. A sua caixa de titânio foi criada para suportar mergulho de saturação até 600 metros, equipada com o calibre 9S85, movimento automático de 36 mil vibrações (bph), com 37 rubis e reserva de marcha de 55 horas. 

O modelo foi disponibilizado em duas versões:  a primeira em edição limitada de 500 unidades, que acompanhava uma segunda pulseira em silicone azul; e uma segunda versão foi lançada com mostrador preto, disponível de forma permanente na coleção Grand Seiko. 

Lista VIP - Mundo Relojoeiro

Relógios Hi-Beat da Seiko são referência no mercado. E neste espaço da Impala Relojoaria você poderá acompanhar esta e outras informações e curiosidades do segmento. Você deseja saber mais sobre algum assunto? Faça sua sugestão! 

Category:

Share: